Resina Epóxi

Resina Epóxi

Resina e endurecedor

A resina epóxi apresenta grande resistência mecânica e química, excelente capacidade de aderência a metais, cerâmicas e madeiras, além de ser muito resistente a absorção de água.

Trata-se de um plástico termofixo, ou seja, endurece ao se combinar com um agente de cura ou endurecedor. Assim, é composta por um adesivo e um endurecedor, respectivamente, compenente A e componente B, que devem ser rigorosamente misturados nas proporções indicadas pelos fabricantes. A resina epóxi deve ser muito bem misturada, na proporção indicada pelo fabricante, geralmente duas partes de adesivo (componente A) para uma parte de endurecedor (componente B), ou seja, 2:1.

A separação das quantidades dos componetes A e B na proporção correta, poderá ser realizada por volume ou por peso. Se optar por separar o adesivo e endurecedor por volume, você deverá providenciar um frasco graduado para determinar as quantidades indicadas em cada uma das fases pelo equivalente em água (veja o tutorial Preparo de Resina por Volume). Se optar pela separação por peso, você necessitará de uma balança eletrônica doméstica, visto que a diferença entre as densidades específicas destes componentes é insignificante.

Fase de Gel

Uma vez que estes componentes sejam misturados, a resina epóxi deverá passar do estado líquido para o estado de gel, e deste, para o estado sólido. Esta reação química conhecida como polimerização une as moléculas de monômeros em macromoléculas denominadas polímeros. O intervalo de tempo compreendido entre o momento em que você mistura e homogeneiza os componentes A e B até o instante em que a resina epóxi começa a se transformar em gel, é chamado de pot life. Em outras palavras, este é o tempo útil que você tem para aplicar a resina, seja no processo de impregnação, filetamento ou laminação. Após esse tempo você não conseguirá mais utilizar essa resina, devendo preparar um novo volume.

"Pot life é o tempo útil que você tem para aplicar a resina."

O pot life informado na embalagem da resina é válido para uma temperatura ambiente de 25°C. Isso não quer dizer que você não possa trabalhar se a temperatura do seu local de trabalho for maior ou menor do que isso, mas você deverá sempre ter em mente que, quanto maior for a temperatura, menor será o tempo de trabalho (pot lifepot life), e vice-versa. Logo, se você puder controlar a temperatura do seu ambiente de trabalho, tanto melhor, se não, fique de olho no relógio!

Outro aspecto interessante, é que ao se polimerizar, a reação química decorrente da mistura dos componentes A e B produz calor, e este aumento de temperatura diminui o pot life da resina epóxi. É por esta razão, que se recomenda que o material misturado seja despejado em uma bandeja. Ao se esparramar, a resina epóxi perde mais calor para o meio ambiente, o que tende a aumentar o pot life.

Uma vez que a resina epóxi tenha sido aplicada, a sua cura completa acontecerá em torno de 12 horas depois. Sendo assim, sempre será interessante que a aplicação aconteça, por exemplo, no final da tarde, de modo que na manhã seguinte você poderá dar andamento à construção. Para o caso de lixação, o ideal é que se respeite um tempo de cura de 24 horas, para evitar que a resina entupa as lixas.

A resina epóxi é extremamente versátil, podendo ser utilizada para diversas aplicações. Você deverá iniciar a construção da sua prancha Boat’nBox, impermeabilizando as peças de compensado/madeira com resina epóxi. Esta é uma tarefa bastante simples e será um bom começo para que você vá se acostumando a utilizar a resina epóxi. O passo seguinte no seu aprendizado, é realizar o filetamento, conforme já foi exposto anteriormente.

Outra etapa importante na construção da sua prancha é a laminação, que consiste em embeber o tecido de fibra de vidro com a resina epóxi. Embora possa parecer uma tarefa difícil, é, na verdade, bastante simples se você utilizar um rolo de lã de pelos curtos. Como o tecido de fibra de vidro utilizado é de baixa gramatura, a resina epóxi o embebe com facilidade.


"A resina epoxi é muito versátil podendo ser utilizada para colagem, impermeabilização, laminação, filetagem e preenchimento."

No decorrer da construção da sua prancha Boat’nBox, você utilizará uma série de insumos, tais como, copos, tigelas ou pratos descatáveis e alguns rolos de lã de pintura. Como não existe solvente adequado para resina epóxi, não perca tempo em tentar limpar os rolos, pois, a custo com produtos como acetona, thinner ou álcool será muito maior do que o custo dos rolos. Entretanto, é conveniente saber que a resina epóxi não cola em plásticos do tipo polietileno, polipropileno ou policloreto de polivinila, matérias-primas com que são fabricadas a maioria dos objetos plásticos utilizados.

Como tudo, a resina epóxi tem data de validade, portanto, evite armazená-la por longos períodos de tempo (mais que três meses), especialmente se a temperatura ambiente for predominantemente maior do que 25°C. Finalmente, ainda que a resina epóxi seja considerada como de baixa toxicidade, sempre vale a pena prevenir riscos. Use luvas de latex, nem que seja para não se lambuzar!

Facebook

Deixe um comentário

×

Log in

fb iconLog in com Facebook
×

Get Hooked Up

Sign up for email to get the latest style info,
offers & more

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time